Home » Matérias » Especial » Todos os caminhos levam a Cupertino

Todos os caminhos levam a Cupertino

:: por Redação macmais :: 27/01/2012 :: Deixe um comentário

Quem vem a São Francisco para participar da Macworld | iWorld (difícil acostumar com esse nome) não pode perder a oportunidade de também visitar uma cidade próxima que está intrinsecamente ligada à história da Apple. É claro que estamos falando de Cupertino, que fica perto de Palo Alto e San Jose, no condado de Santa Clara, bem no meio do Vale do Silício. Desde os seus primórdios, a Apple montou seus escritórios na cidade, onde Jobs estudou quando criança. Hoje, com diversos prédios alugados, a empresa se prepara para construir um gigantesco campus que mais parece uma nave espacial.

Campus da Apple em Cupertino, Califórnia. Crédito: Sérgio Miranda.

Mas se engana quem acha que Cupertino é apenas a cidade da Apple. Mais de 60 empresas de tecnologia também estão situadas na cidade, entre elas Seagate, IBM, HP e Symantec. A uma hora de distância de carro de São Francicos, a vista é praticamente obrigatória para os fãs da Apple, já que alémd de conhecer o campus em 1 Infinity Loop (endereço atual da empresa), é possível fazer compras na The Company Store, praticamente a primeira loja da Apple, já que ela existia bem antes das famosas Apple Stores de hoje. Na The Company Store é o único lugar onde é possível comprar camisetas, bonés, canetas, canecas e outros produtos com o logo da Apple. Como é aberta ao público, está sempre lotada de visitantes.

Company Store, a loja oficial da Apple em Cupertino. Crédito: Sérgio Miranda.

Se você alugou um carro durante sua visita a São Francisco, para chegar em Cupertino é muito fácil. Basta pegar a rodovia 101 (freeway) e seguir as indicações das placas. A cidade fica a poucos minutos depois de Palou Alto e Mountain View (a cidade onde fica a sede do Google, também vale visitar). Se você não se importa em perder cinco minutos a mais, prefira ir pela rodovia 280: a paisagem é mais interessante (você irá passar, inclusive, ao lado da fazenda onde foi tirada a foto usada como papel de parede padrão do Windows XP), e ao chegar à cidade, você já sai na sede da Apple. Entre na De Anza Boulevard e vire a primeira a esquerda. Você verá o campus à sua esquerda.

É possível ir também para a cidade por trem. O Caltrain é uma alternativa barata e leva uma hora para chegar em Sunnyvale, cidade vizinha a Cupertino. Mais alguns minutos no ônibus da linha 55 De Anza College/Great America (qualquer um dos dois serve e o ponto fica na frente da estação de trem) e você chega na De Anza Boulevard. A viagem é bem tranquila, mas tome cuidado para não pegar o trem expresso, que passa direto por Sunnyvale. Os trens expressos são identificados na plataforma com a cor vermelha.

Quando chegar a Cupertino, você verá que muitos prédios tem o logo da Apple na frente. É que a empresa aluga uma grande quantidade de escritórios para atender todos os seus funcionários (mais de 12 mil só na cidade). Eles se espalham pela principal avenida da cidade, a De Anza Boulevard e por outras ruas pequenas. Quando o novo prédio estiver pronto, todos eles irão para o novo espaço e a cidade vai ficar com uma boa quantidade de salas comerciais para alugar.

Mas o que todo mundo está interessado mesmo é no campus principal, que fica na 1 Infinity Loop. Na verdade, o local é um complexo de seis prédios (o endereço vai de 1 IL até 6 IL) em um quase círculo (é uma elipse, na verdade). Nenhum deles é aberto ao público e para entrar é preciso ser convidado de um funcionário da empresa. Não é possível, inclusive, entrar ou tirar fotos na recepção interna sem a presença de um amigo que o tenha convidado (na verdade, tirar fotos é proibido de qualquer jeito).

O Caffe Mac é um lugar tranquilo de ficar dentro da sede da Apple. Crédito: Sérgio Miranda.

Para quem, como eu, já teve a oportunidade de entrar no campus, existem poucos lugares que se pode ir tranquilamente sem ser interrogado por um segurança. O Caffé Mac é um deles. A famosa cafeteria/restaurante fica no 4 Infinity Loop e serve de tudo. Diz a lenda que, enquanto Steve era vivo, não eram servidos pratos com carne vermelha, apenas peixes e frango, além de saladas e e lanches, mas mesmo quando fomos no ano passado pudemos ver alguns pratos com carne vermelha também. Foi nesse espaço perto da cafeteria que aconteceu a homenagem a Steve Jobs no ano passado.

Praticamente todo o resto do prédio só pode ser acessado se você está com algum funcionário para alguma reunião. Não é possível ficar passeando pelos corredores da Apple.

Uma última dica: se você vier de transporte público (Caltrain, mais ônibus) lembre-se que o trajeto todo pode durar até 2 horas (dependendo do horário da baldeação entre um e outro) tanto na ida quanto na volta. Por isso, prepare-se antecipadamente e saia cedo de Cupertino para não perder o dia inteiro viajando sem aproveitar a visita. E se você for de carro, é bom também lembrar que São Francisco é uma cidade grande e com bastante trânsito. Engarrafamentos na entrada das duas rodovias (101 e 280) são comuns no começo da manhã e no final do dia. Se tiver um GPS no carro, é bom usar para encontrar alternativas.

Fim de tarde e indo embora da Apple. Crédito: Sérgio Miranda.

Sérgio Miranda participa da Macworld | iWorld 2012 a convite da Mac-Access / Suonare.

Veja também:

Acompanhe a macmais nas redes sociais:

 

TAGS: :: :: :: ::

Deixe um comentário

 

Publicidade