Home » Matérias » Entrevista » Ricardo Gimenes, mais um ilustrador Applemaníaco

Ricardo Gimenes, mais um ilustrador Applemaníaco

:: por Sara Ferrari :: 27/04/2012 :: 1 comentário

Vetor Ipad do projeto Last Minute Illustration

Vira e mexe nós ouvimos mundo afora que para ser feliz no trabalho, basta que façamos aquilo que realmente gostamos, seja por habilidade, dom, vocação ou até mesmo diversão. E foi exatamente isso que, desde pequeno, Ricardo Gimenes fez: largou tudo ainda na faculdade para trabalhar nas terras orientais de Tóquio depois de ter entrado no mundo da arte digital com apenas 13 anos de idade. Hoje, um applemaníaco dono de uma coleção de produtos Apple invejável, Ricardo é um ilustrador e designer gráfico criativo que divide seu tempo entre seus trabalhos como free lancer, dar continuidade ao seu mais novo projeto de ilustrações e repassar o amor pela Apple para a filha.

Esse amor se deu início logo no começo de sua carreira, pois o ilustrador nos confessa em uma entrevista exclusiva que sempre “teve a sorte” de trabalhar com Macs. Mas, o amor pela arte começou muito antes. Nascido em uma família artística, Ricardo tinha o sonho de desenhar um famoso caminhão para a Coca-Cola e também trabalhar para um dos mais famosos cartunistas do Brasil, Mauricio de Sousa. Estudou em escolas de arte até os 19 anos para que isso acontecesse, se formando em comunicação, criação, arte final e paste-up que, para quem desconhece o termo, se refere a uma técnica de colagem de designs geralmente destinados a anúncios comerciais. Para fazer suas criações, Ricardo usava cola de sapateiro e confessa que “morria de medo se ser preso, achava que se a polícia me revistasse era cadeia na certa”.

Conseguindo ficar longe da cadeia, o ilustrador entrou na faculdade de Comunicação Social, e não demorou um ano para que recebesse um convite para trabalhar como designer em Tóquio, onde ficou por cinco anos se tornando diretor de arte. Depois, passou dois anos na Alemanha, trabalhando em uma editora de livros com edição de vídeos e motion graphics. Trabalhou em Londres e na Itália, aperfeiçoando e criando seu próprio estilo digital e gráfico. Casou, voltou e não saiu mais do Brasil, realizando trabalhos para personalidades como Marcelo Tas, Pablo Peixoto, Roberto Carlos e Ultraje a Rigor. Agora, seu mais novo projeto é o Last Minute Illustration.

O projeto é bem simples, mas autêntico e barato, e que transborda o estilo artístico de Ricardo. Além de você poder comprar uma ilustração já exposta no site, é possível pedir um vetor personalizado que ficará pronto em até 24 horas. Você encontra de tudo, desde o Paul Stanley do Kiss mendigando beijos por $1, até uma lesma suicida. Mas, as imagens personalizadas não serão exclusivas, ou seja, é possível que você veja o seu pedido sendo revendido no site um dia depois da entrega.

Vetor Mrs. Death do projeto Last Minute Illustration

Agora para tudo! Você deve estar pensando “Tá, e daí? Onde que a Apple se encaixa nisso tudo?” Bom, além do Ricardo já ter ilustrado as páginas da macmais impressa, e ter criado tirinhas sobre as notícias do mundo Apple, o ilustrador tem (pausa para respirar) um Mac mini server 2 GHz, um Apple Display 27 com Thunderbolt, um iMac, uma Time Capsule, um Apple TV, um Magic Trackpad, um Macbook Air, um iPod Shuffle, iPhones 3g, 3gs, 4 e 4s, iPads 1 e 2 e, ainda emenda que “minha esposa tá louca da vida porque cogitei em comprar um iPad retina (sic)”.

Vetor Depressed do projeto Last Minute Illustration

Felizmente, seu trabalho e sua paixão pela Apple estão diretamente ligados. Ricardo nos conta que na primeira agência em que trabalhou, com apenas 16 anos, conheceu o arcaico Perfoma 5200, incentivando-o a comprar um Perfoma 6400 e depois um Power Macintosh 8500, uma Torre Azul G3, iMac, um Cube, e os primeiros modelos do Mac mini e do iPod Touch. Além de usar e abusar do Final Cut, ele conta que também adora o Motion para realizar suas criações.

Essa lista extensa, claro, é só um detalhe. Sua história e seu trabalho mostram como a Apple teve (e ainda tem!) grande participação nas criações de Ricardo que por fim, confessa “até hoje fiz apenas uma animação para a Coca-Zero, durante o período que trabalhei em uma agência digital em Londres, fora isso mais nada. Ainda não desisti em fazer um trabalho decente para a Coca”. Disso, nós não duvidamos!

Vetores do projeto Last Minute Illustration

Acompanhe a macmais nas redes sociais:

1 comentário

Deixe um comentário

 

Publicidade