Home » Matérias » Não há seca de Apple no nordeste brasileiro

Não há seca de Apple no nordeste brasileiro

:: por Redação macmais :: 30/11/2012 :: Deixe um comentário

Eles estão chegando… por Bruno Sofia (@brunosofia).

Matéria originalmente publicada na macmais 76.

 

Entrei neste famoso pomar quando ainda a grande maioria das pessoas comprava seus Macs fora do país. Era praticamente impossível comprar qualquer produto Apple no Brasil, fosse um iMac ou até mesmo um simples iPod. Quando se dizia que ter um produto com o logo da maçã era coisa de elite, pois quem possuía Mac nesta época ou tinha muitos recursos ou trabalhava em uma senhora empresa.

Já faz um bom tempo que me tornei morador honorário do Nordeste brasileiro (Fortaleza, para ser mais preciso), e posso dizer que não devemos em nada ao “sul maravilha” quando o assunto é Apple. Na lista de produtos que passaram pela minha vida apenas um (o primeiro) foi comprada em outra região. É simplesmente incrível ver de perto o crescimento avassalador tanto de revendas autorizadas como também das Apple Premium Resellers. Porém, ainda há algumas arestas que precisam ser acertadas.

As revendas possuem um formato mais “liberal”, pois a loja não precisa  vender apenas produtos da marca ou os homologados por elas. Quando falamos das APRs, fica mais complicado, já que tudo precisa ser homologado e autorizado pela Apple. E todas elas estão prontas a oferecer ao usuário de Macs e dispositivos iOS um bom atendimento, posso afirmar.

Bom, tudo lindo e maravilhoso, mas há um detalhe que não podemos esquecer: a Apple, apesar de ser uma marca incrível e todo mundo sabe disso, não é infalível. Sim, pode acontecer do seu maravilhoso computador ou dispositivo ter um problema. E aí? Onde levar seu Mac, iPad, iPod e a família toda? Existem diversos Centros de Serviço Autorizados em vários estados, isso é fato, mas será que ele está na sua cidade? Claramente o aumento de pontos de venda de produtos Apple é constante e ficamos felizes, mas precisamos avisar a Cupertino para não esquecer de cuidar de suas assistências técnicas.

Existe outro ponto importante que merece atenção: a Apple deixou de ser só uma marca de tecnologia, ela virou moda. Lembro que meu primeiro iPhone foi comprado em milhares de vezes (brincadeira, foi em 10 prestações) e mesmo antes de chegar, meu iTunes já estava lotado de aplicativos esperando o meu novo brinquedo chegar. Existia uma preocupação por parte dos usuários de aproveitar o máximo de seus iPhones, iMacs, iPads. Não vejo mais essa preocupação tão claramente. O status que um usuário de Apple carrega o domina, não mais a experiência de usá-lo. O que me deixa um pouco mais tranquilo é que no meu trabalho (uma revenda autorizada) oferecemos cursos para quem está chegando agora, tiramos dúvidas e tentamos fazer com que usuários não usem Apple apenas porque é legal, e sim por que é um produto fabuloso!

E essa é apenas parte da equação. Repentinamente todos estão voltando suas atenções para o Nordeste brasileiro. Mesmo quem mora por aqui percebe que grandes marcas estão vindo para a região. Tenho como justificativa deste cenário dois fatores: em primeiro lugar, a economia. Estamos ganhando mais e queremos comprar mais e melhor. Em segundo, a geografia. Está ficando cada vez mais competitivo vender no eixo Centro/Sul do país. É preciso investir onde ainda é “meio” inexplorado. A Apple já está fincando seu pé em nossa região de tal maneira que parece ser um grande conquistador, tomando de assalto um território ainda pouco explorado.

Acompanhe a macmais nas redes sociais:

Deixe um comentário

 

Publicidade