Home » Notícias » Aplicativo » Brasileiro escreve livro no iPhone

Brasileiro escreve livro no iPhone

:: por Redação macmais :: 25/10/2010 :: 2 comentários

As possibilidades que o iPhone abriu para os criativos foram muitas. Desde o cozinheiro inexperiente que busca receitas no smartphone para saciar a fome até os ilustradores que fazem capas de revistas na pequena tela, todos conseguem adaptar o iPhone às suas necessidades. Foi o que aconteceu com Saulo Queiroz da Fonseca, fótografo pernambucano que mora na Alemanha desde 2005.

Saulo escreveu o livro de ficção científica “AstroTown – o futuro da humanidade” no iPhone. Isso mesmo, usando a tela e o teclado diminutos do smartphone da Apple foi possível escrever um livro, que demorou nove meses para ficar pronto. “Durante nove meses eu escrevi diversos contos em inglês no iPhone e aos poucos eu comecei a me empolgar com a idéia de escrever um livro. Então comecei a interligar as melhores estórias e assim nasceu AstroTown”, disse o fotógrafo em entrevista para a MAC+. “Eu sempre fui apaixonado pelo gênero de ficção científica. Sou o chamado ‘nerd clássico’, que passou toda a adolescência mergulhado em livros de informática, estudando assembler e animação em 3D. Sinto falta de livros que descrevam como será a sociedade no futuro e nos leve a uma viagem ao desconhecido”, completa.

O fotógrafo começou a escrever o livro em um processo de aprendizagem da língua inglesa. “Para praticar a audição e a leitura, a internet e os podcasts americanos foram suficientes. Mas pra praticar a fala e a escrita eu tinha um problema: aqui [na Alemanha, onde Saulo mora] ninguém fala inglês nas ruas. Estar em terras alemãs tornou o processo mais difícil. Por isso eu tive que simular esse universo inglês dentro da minha cabeça. Eu resolvi escrever pequenos contos durante as pausas no trabalho”, conta.

Escrever em um teclado tão pequeno como o do iPhone pode ser um trabalho árduo para muitos de nós, mas Saulo tirou de letra. “O teclado não chegou a ser um problema. É uma questão de hábito. Eu deixo a correção automática desligada, pois me incomoda muito. Eu consigo já escrever no teclado do iPhone com uma velocidade de cerca de 100 caracteres por minuto. Não é muito rápido, se comparado ao uso normal em um teclado no computador, mas é suficiente para os meus objetivos”, disse. Quando Saulo começou a escrever AstroTown, a função “copiar/colar” já havia sido lançada para o smartphone, o que facilitou na hora de sincronizar o texto do bloco de notas do iPhone para o Mail no MacBook.

Algumas partes do livro foram feitas em um MacBook; Saulo usou o computador para corrigir erros de digitação e revisar o trabalho. A aprovação do livro na App Store levou dois meses, mas na Amazon foi quase instantâneo (cerca de um ou dois dias).

AstroTown já vendeu cerca de 800 cópias nos primeiros seis meses, apenas na App Store e na Amazon. E nesta era de redes sociais e intensa comunicação, os leitores estão dando o seu feedback. “A grande maioria dos emails que recebo faz ótimos elogios, e dizem inclusive que o livro daria um ótimo filme em Holywood. Claro que houve também algumas avaliações negativas, mas eu percebo que são de pessoas que não leram o livro até o fim, ou que querem que eu esteja à altura de um Stephen King. Eu sou apenas uma pessoa comum, igual a vocês que estão lendo, que resolveu usar um pouco da fantasia para criar uma estória interessante”, diz o modesto Saulo.

E claro que, para escrever um livro no iPhone, é preciso uma boa dose de paixão pelos produtos da Apple.” Sou sim um macmaníaco, com orgulho. O Mac te libera dos problemas de gerenciamento comum nos PCs e te faz te concentrar no trabalho, que é o que interessa, tornando a vida mais produtiva”, conta.

AstroTown – o futuro da humanidade” está à venda na iTunes Store em português, inglês e alemão, nas versões para iPad e iPhone. Não deixem de prestigiar este ótimo livro.

2 comentários

  1. Mauricio Junior comentou 9:48 às 3 de novembro de 2010

    Olá Saulo, muito bom este seu livro. Meus parabéns.

  2. Sergio Stavale comentou 10:07 às 5 de novembro de 2010

    Estimado Saulo, parabéns pela Iniciativa e exemplo.

    Necessitamos muito de pessoas, que como você, valorizem o potencial Brasileiro.

Deixe um comentário

 

Publicidade