Home » Matérias » Especial » Steve Jobs, parabéns

Steve Jobs, parabéns

:: por Redação macmais :: 23/02/2012 :: Deixe um comentário

Por Daniel Pavani

Hoje, 24 de fevereiro, é aniversário de Steve Jobs, cofundador e pessoa que melhor representou a Apple em toda a sua história. Talvez esta data seja ainda mais especial, visto que é o primeiro aniversário de Jobs após seu falecimento, em 5 de outubro de 2011. Mesmo se não fosse, o homem por trás do iPod, iPhone e iPad, mereceria todas as nossas homenagens.

Steve Jobs, ex-CEO da Apple.

Steve Jobs, ex-CEO da Apple, que faleceu no início de outubro.

É claro, porém, que tudo o que dissermos hoje é “chover no molhado” para falar sobre uma pessoa que revolucionou sua indústria da maneira que Jobs o fez. É claro também que ele não fez nada sozinho, mas todos os envolvidos nos projetos da Apple concordam que ele foi o motor por trás da criação e do perfeccionismo que fizeram da empresa de Cupertino o que ela é hoje.

Steve Jobs Apple Macintosh computador foto

Quem acompanha a indústria de tecnologia há alguns anos sabe a revolução feita pelo iPod. Um tocador de músicas que cabia no nosso bolso, e o qual podíamos abastecer com músicas que comprávamos individualmente em uma loja virtual? Sensacional. E, se o iPod já era algo fenomenal, o que dizer do iPhone? O smartphone da Apple trouxe todo o poder do computador para a palma das mãos e, em menos de um ano, se tornou um símbolo de como deve ser um smartphone, passando a ser “copiado” por literalmente toda a indústria de celulares.

O iPad, outro marco. O tablet da Apple chegou com grande alarde e, em meio a críticas e ovações, conquistou um posto de onde ainda não foi tirado: o de unanimidade quando o assunto é tablet.

A importância da obra de Jobs, entretanto, fica evidente não apenas em seu legado para a tecnologia, mas também na admiração, respeito e carinho de seus fãs. Sua devoção por Steve era tão grande – e continua sendo – que muitas homenagens começaram a aparecer após sua morte. O que podemos dizer sobre a action figure absurdamente realista criada por uma empresa chinesa? Ou sobre o trabalho que alguém teve para fazer um perfil de Jobs no Facebook, utilizando a Timeline da rede social para contar um pouco da história de Steve?

Há 57 anos, nascia o pequeno Steven e, apesar de ter nos deixado pouco antes de completar mais um ano de vida, prefiro concordar com o Heinar Maracy, colaborador da macmais, que acha que Jobs não morreu.

Budista, vegano, crente no karma e na reencarnação, Steve não deve demorar muito para estar novamente entre nós. Provavelmente já voltou como um garotinho indiano que vai passar a infância mexendo em um tablet de 35 dólares e, quem sabe, um dia pode virar CEO.

Para finalizar estas poucas palavras, gostaria de lembrar do que escreveu Sérgio Miranda, o editor da revista macmais, dois dias após a morte de Steve:

Muito ainda vai se escrever e dizer sobre Steve Jobs. Ele se tornou um mito para o mundo moderno. Se temos computadores em casa, foi porque ele imaginou isso. Se temos telefones mais inteligentes, foi porque ele os desenvolveu. Se temos música, fotos e vídeos em nossos computadores, foi porque ele percebeu a importância do novo mundo digital e o adotou rapidamente. Se somos felizes, foi porque ele ajudou a colocar as coisas importantes de volta em seus lugares.

E o resto, bem, o resto é história…

Faço dele as minhas palavras, então, porque sim, o resto é história.

P.S.: Leia mais sobre Steve em nossa página especial sobre o ex- eterno-CEO da Apple.

Acompanhe a macmais nas redes sociais:

Deixe um comentário

 

Publicidade