Home » Tutoriais » Iniciante » Aprenda a usar o Automator no Mac para agilizar sua vida

Aprenda a usar o Automator no Mac para agilizar sua vida

:: por Redação macmais :: 26/11/2011 :: 4 comentários

por Daniel Sollero*

Quem já usou um Mac por mais de alguns meses deve ter se deparado com um aplicativo muito especial, o Automator. Logo ao inicia-lo, nós entendemos que ele faz alguma coisa automaticamente para o usuário do Mac, mas até aprendermos como fazer isso, “são outros quinhentos”. É exatamente por isso que a macmais vem a seu socorro para dar umas dicas sobre este app incrível e pouco conhecido do Mac OS X.


Assim, mostraremos como você pode criar seus próprios Serviços. Ainda bem que a Apple facilitou nossa vida, permitindo o uso do Automator para essa tarefa.

O Automator é um desconhecido para a maioria dos usuários de Mac, mas, em poucas palavras, ele permite criar roteiros (scripts), que são usados para agilizar processos. Ao abrir o programa, você dá de cara com uma tela para escolher o que gostaria criar: um fluxo de trabalho, aplicativo, uma ação de pasta, plug-in de impressão, alarme do iCal, plug-in de captura de imagem ou Serviço, que aparece com um ícone de uma engrenagem.

Vamos começar a brincadeira. Ou melhor, o serviço.

1 Selecione o ícone de Serviços e clique em “Escolher”.

2 A tela seguinte, para quem já conhece o Automator, é quase igual à criação de um fluxo de trabalho, mas com uma pequena diferença, já que os Serviços trabalham em menus contextuais. No topo da janela, você pode determinar que tipo de entrada irá ativar aquele serviço. Por exemplo, você quer um serviço que seja ativado apenas quando você selecionar um PDF no Finder, basta escolher Arquivos PDF em Finder e pronto. O serviço criado só será ativado quando o item selecionado no Finder for um arquivo PDF.

3 Para continuar com o exemplo de usar arquivos em PDF, o serviço que vamos criar será o de Combinar diferentes PDF em um só (eu disse na edição passada que era algo bastante útil no meu dia a dia). Na barra superior, selecione na primeira caixa Arquivos PDF, e na segunda caixa, selecione Finder.

 

4 Na barra lateral, clique em PDFs e em Combinar páginas PDF ou, se preferir, vá direto à barra de busca, digite Combinar e depois selecione. Você pode optar por combinar os PDFs sequencialmente ou aleatoriamente. Para esse exemplo, ficaremos com o modo sequencial.

Essa primeira ação vai, literalmente, juntar as páginas dos arquivos em PDF que você selecionou ao ativar o serviço.

5 Você preparou seu serviço para combinar dois arquivos em PDF. Mas que nome esse arquivo terá? Para tanto, será necessário associar a ação Renomear itens do Finder. Ao arrastar essa ação, o Automator dá um alerta importante, informando que isso modificará os itens no Finder, e pergunta se você não deseja acrescentar a ação Copiar Itens do Finder para não correr riscos. Clique em Adicionar e continue. Defina se você deseja salvar seu arquivo na Mesa ou em alguma outra pasta.

6 Você adicionou a ação Renomear Itens do Finder, mostrando mais uma opção, Adicionar Data ou Hora aos nomes do Itens do Finder. Ao clicar no primeiro item, tem-se acesso a outras possibilidades para mudar o nome do arquivo. Fique atento ao exemplo de como o nome do novo arquivo ficará após a mudança. As opções são:

  • Adicionar Data ou Hora: diversas opções para renomear, incluindo data antes ou depois do nome do arquivo e o que se usará como separador dessas informações (espaço, barra, hífen, sublinhado ou nenhum);
  • Adicionar Texto: acrescenta um texto antes ou depois do nome do arquivo;
  • Alterar Maiúsculas/Minúsculas: pode-se alterar tanto o nome completo como apenas a primeira letra de cada palavra ou até mesmo a extensão do arquivo;
  • Tornar Sequencial: adiciona um número sequencial depois ou antes do nome do arquivo;
  • Substituir Texto: altera uma palavra que existe no nome do arquivo para outra, à sua escolha;
  • Nomear Item Único: permite que você altere ou crie o nome do seu arquivo. Nela, você pode alterar o nome completo (com e sem extensão), somente a extensão ou o nome de base.

7 Para este exemplo, usaremos Nomear Item Único e, como já sabemos que o arquivo é um PDF, selecionaremos Somente Nome de base. Para reutilizar esse serviço, mesmo para aqueles arquivos cujo nome final não sabemos, é bom marcar a opção Mostrar esta ação quando o fluxo de trabalho for executado. Isso fará com que apareça uma janela para que você coloque o nome que desejar.

8 Seu primeiro serviço está pronto. Simples, não? Antes de salvar, clique em Executar (a seta de Play, na barra superior) para testar se está tudo da maneira que você gostaria. Se estiver tudo certo, selecione o menu Arquivo> Salvar. Dê um nome para o Serviço (neste tutorial, demos o nome de “Combinar PDFs”).

9 Verifique se ele já está habilitado. Vá a Preferências de Sistema > Teclado > Atalhos de Teclado. Se o serviço não estiver lá, veja se você o salvou no local correto (~/Biblioteca/ Services).

10 Para usar o serviço criado, basta selecionar dois ou mais PDFs, clicar com o botão direito clicar no nome do serviço e pronto.

 

 

Agora é sua vez

Agora que nós já ensinamos a criar um Serviço básico e extremamente necessário como Combinar PDFs, vamos tentar mais alguns. A seguir, algumas sugestões testadas pela equipe da macmais.

1) Zipar e anexar a email:

  • Entrada: arquivos ou pastas em Finder
  • Criar arquivo comprimido;
  • Nova mensagem no Mail;
  • Adicionar anexos a mensagens em primeiro plano.

2) Exportar filmes para o iTunes:

  • Entrada: arquivos de filmes em Finder;
  • Exportar filmes ;
  • Formato: iPhone;
  • Salvar em: filmes;
  • Importar arquivos para o iTunes.

3) Converter planilha Excel para PDF e enviar por email zipado (só funciona se você tiver o Microsoft Office for Mac instalado)

  • Entrada: arquivos ou pastas em Finder
  • Convert Format of Excel Files;
  • Format “Portable Document Format (PDF)”;
  • Combinar páginas PDF;
  • Criar arquivo comprimido
  • Salvar omo: O nome_Variável (data);
  • Nova mensagem do Mail;
  • Adicionar anexos a mensagens em primeiro plano.


*Matéria originalmente publicada na MAC+ 45.

 

4 comentários

  1. Alexandre comentou 17:32 às 21 de janeiro de 2015

    É possível fazer com que um determinado arquivo abra sempre que ligar o Mac, no Automator? Por exemplo, quero que uma planilha com as tarefas diárias abra sempre que o computador ligar.

  2. Leandro Albuquerque comentou 16:50 às 29 de julho de 2015

    Oi Equipe MacMais. Estou com uma dificuldade: tenho uma coleção de MP3 com mais de mil artistas, todos separados em pastas e subpastas (artistas e discos com as músicas), devidamente organizadas e padronizadas no Finder. Quero transformar os rótulos dessas pastas em uma planilha ou algo assim, para ter um controle sobre os discos da coleção, pois os arquivos estão em um HD externo. Tentei usar o automator mas não descobri uma maneira de fazer isso. Vocês teriam alguma sugestão?

  3. Wilson comentou 22:40 às 8 de dezembro de 2015

    Prezados,
    Essa segunda janela nao abre !

Deixe um comentário

 

Publicidade