macmais reader para ipad. download gratis
Home » Tutoriais » Iniciante » Melhores técnicas para tirar boas fotos sempre

Melhores técnicas para tirar boas fotos sempre

:: por Redação macmais :: 19/03/2010 :: Deixe um comentário

por Mario Amaya*

Durante toda a história desta seção na MAC+, os assuntos dividiram-se entre tecnologia e técnicas de fotografia. E de modo geral, embora a tecnologia demande muita atenção nossa, por ser intrincada e em constante desenvolvimento, os artigos sobre técnicas úteis são o que realmente chama a atenção de quem lê. E dentre todos os artigos da série, o que fez mais sucesso foi o “12 Pecados”, de abril de 2009. Era uma lista, elaborada com feroz e implacável sinceridade, dos erros mais comuns e ridículos cometidos na fotografia amadora. Entre uma e outra pessoa que ficou melindrada por enxergar os próprios erros descritos naquele texto, a maioria o interpretou com ótimo humor e como uma oportunidade para evoluir e trocar ideias. Sem pisar no calo de ninguém. Ficamos, porém, devendo um artigo do mesmo tipo que falasse só sobre aspectos positivos e não negativos da fotografia. Cá está, pois: uma coleção de dicas fundamentais de fotografia que independem do equipamento.

COMPOSIÇÃO

Técnicas e dicas para boas fotos: composição

Antes de tudo vem a composição, que é a arte de enquadrar a cena de maneira que todas as partes da imagem fiquem num arranjo organizado. O ditado afirma que uma imagem vale mil palavras. Na fotografia, isso significa que toda imagem pode representar uma narrativa sobre um acontecimento. Uma foto é, por natureza e necessariamente, uma mensagem de quem a criou para quem a vê. Uma foto que não tem graça é uma foto que não conta história nenhuma.

A questão do gosto pessoal não entra no mérito; a composição é uma técnica em si mesma. Embora não exista um “certo e errado” sobre composição, eis uma base para desenvolver:

1 Os elementos da imagem têm que estar lá com um propósito. Se um elemento só serve para distrair do assunto, corte fora sem dó. Faça o exercício de abrir a foto em seu editor de imagem e experimentar enquadramentos mais apertados com a ferramenta de corte (Crop) até deixar somente o essencial em cada foto.

2 As regras de composição não são absolutas; você pode quebrá-las. Mas é melhor conhecê-las antes e quebrá-las com conhecimento de causa. A regra mais importante, de longe, é a regra dos terços. Sua câmera quase certamente tem uma opção para dividir o visor em terços, mostrando duas linhas-guias horizontais e duas verticais. Por que isso? Uma grande parcela dos enquadramentos fica melhor se você alinhar o ponto mais importante da sua foto, o chamado foco de interesse, com uma dessas quatro guias ou com os pontos de encontro entre elas. Não quer dizer que o enquadramento centrado não presta: apenas que muitas vezes ele não é necessário.

3 As próprias formas dos objetos podem conduzir a estrutura visual da composição, caso em que regras de divisão do espaço não se aplicam necessariamente.

4 Deite a câmera. Faça mais fotos verticais. Não há motivo para ficar restrito à horizontal. Por outro lado, enquadramentos diagonais raramente dão certo; se não tiver certeza do que está fazendo, evite-os.

RETRATOS

Técnicas e dicas para boas fotos: retratos

Em torno de 90 por cento das fotos tiradas todos os dias é de pessoas. Nunca será demais a atenção que pudermosdar às técnicas de retratos.

1 Pense antes de clicar. O que é para registrar? Aplica-se aqui o que dissemos sobre composição: a foto é interessante quando conta alguma história. Se você chamar seu pai, sua mãe, sua tia e seu irmão e sentar todos num sofá olhando para a câmera, você obterá um registro fotográfico. Isso qualquer um é capaz de fazer. Todavia, se você esperar pelo momento em que estão todos conversando descontraídos, revelando pelas suas posturas e gestos os detalhes de seus relacionamentos interpessoais, e então tirar a foto discretamente, quando eles já esqueceram a presença da câmera, você capturará uma história. Que, ao contrário do mero registro, também tem a sua “cara”, pois você decidiu eternizá-la da maneira como o fez.

2 Se as condições de luz foram complicadas ou o assunto for do tipo “pilhado” que não para de se mexer, ponha a máquina em modo contínuo (Burst) e faça várias fotos em sequência; depois, selecione a que deu mais certo. Para quem vai ver a foto, não faz diferença quantas tentativas você precisou fazer até chegar àquela imagem única e maravilhosa.

3 Fotos de almoços e jantares devem ser feitas antes da refeição. Poucas coisas são mais deselegantes que flagrar uma pessoa mastigando, e ao final a mesa fica cheia de objetos e pessoas com a roupa desarrumada. Em fotos de grupos, círculos de pessoas, palestras e demonstrações, faça o possível para não mostrar um monte de gente de costas no primeiro plano.

4 Ponha a câmera abaixo do nível do rosto da pessoa, caso ela esteja de pé ou sentada. Para uma pessoa fotografada de corpo inteiro não ficar cabeçuda e com perninhas curtas, abaixe-se e faça a foto do nível do peito ou da cintura.

Técnicas e dicas para boas fotos: posição

Dicas para quem vai posar para fotos:

5 Roupas totalmente pretas ou brancas são difíceis de registrar.

6 O seu melhor ângulo provavelmente corresponde ao lado do rosto onde fica a divisão do cabelo.

7 Evite a papada. Projete o queixo e estique o pescoço. 8 Pode ficar perto da câmera para aumentar o intimismo. Mas aproximação excessiva deixa o rosto narigudo.

PLANTAS, FLORES, INSETOS…

Técnicas e dicas para boas fotos: plantas, flores e insetos

Esta categoria é capciosa, pois “nem tudo são macros de flores”. É grande a chance de repetir o que milhares de pessoas já fizeram antes de você. Como fazer para a sua foto ter uma personalidade única?

1 Existem duas abordagens possíveis: você fotografa o assunto sem intervenção da sua parte, mantendo a fidelidade à natureza, ou você tira elementos da frente, move galhos, recolhe objetos e faz outras modificações. Decida primeiro qual das duas abordagens vai adotar. Uma simples mudança no ponto de vista pode alterar completamente o resultado.

2 Escolha o que vai ficar em foco. Prefira fazer um objeto único sobressair-se na foto, tornando-a o foco de interesse. Naturalmente isso é bem mais simples usando uma SLR e uma lente macro ou teleobjetiva, pois as compactas tendem a gerar uma profundidade de campo muito extensa, isto é, mantêm tudo nítido, o que pode gerar poluição visual no fundo. Uma maneira de contornar isso é usar o zoom da compacta no talo, mais de longe, em vez de usar o modo macro mais de perto.

3 Tente ser mais criativo no ângulo de captura. Por que não experimentar pegar a flor de baixo ou na contraluz?

4 O acessório mais importante que você pode adquirir para fazer fotos de natureza e paisagens é um filtro polarizador circular, que tem a propriedade de eliminar reflexos indesejados e produzir aquele lindo céu azul profundo. O filtro não é tão caro e vale muito a pena.

PAISAGENS

Técnicas e dicas para boas fotos: paisagens

Estas são as dicas de ouro para boas fotos de paisagens:

1 Experimente deslocar o centro de interesse para um dos lados, conforme a regra dos terços.

2 O horizonte deve estar bem nivelado! Coloque-o mais acima ou abaixo na foto, não no centro.

3 Névoa e flash não se misturam!

4 Um plano adicional criado por um objeto próximo (como um galho de árvore) ajuda a dar mais sensação de profundidade e escala.

5 Os melhores horários para fotografia de exteriores são quando o sol não está alto, ou seja, de manhã cedo e no final da tarde. Mas seja ligeiro, pois as condições de luz variam muito depressa nesses períodos.

6 Toda paisagem é uma desculpa para fazer um panorama. Ponha a câmera num tripé e faça fotos consecutivas, girando-a para obter um terço de campo de diferença de cada foto para a outra. De volta a casa, jogue tudo na função Photomerge do Photoshop. Algumas câmeras mais novas podem montar o panorama dentro delas mesmas, sem necessidade do computador.

7 Luz de crepúsculo ou alvorada, tripé e exposição longa criam efeitos mágicos em cachoeiras ou à beira do mar.

8 Posicione-se de maneira a registrar o mínimo possível de fios elétricos e postes que entrem na frente do que interessa. A nossa visão tende a ignorá-los quando estamos no local e a incomodar-se com eles ao ver uma foto do mesmo local.

9 Um truque quase infalível em fotos urbanas é contrapor numa mesma imagem arquiteturas de duas épocas muito diferentes – situação comum em muitas cidades.

ANIMAIS DE ESTIMAÇÃO

Técnicas e dicas para boas fotos: bichos de estimação

1 A principal coisa com bichos é conhecê-los, saber como se movem e quais seus melhores ângulos. Animais não são tão diferentes de humanos. Eles transmitem sua personalidade através das fotos. Busque isso em vez de apenas registrá-los.

2 Paciência. Você precisa de um bom tempo até pegar a pose desejada com seu bicho. Não insista demais: eles se cansam e irritam com o assédio da câmera, assim como muitos seres humanos.

3 Coloque-se na mesma altura dos olhos do animal. Bicho no chão e enquadrado de cima pelo fotógrafo de pé é receita pronta para foto banal e sem graça. Abaixe-se e encare o animal, respeitando a escala dele. Também vale para crianças pequenas.

FLASH

O uso normal do flash em máquinas automáticas é o típico retrato de grupos de amigos à noite. Mas muitas câmeras não precisam do auxílio do flash em ambientes internos; apenas o acionam para garantir que não saia tudo borrado, perdendo o clima natural do lugar. Se você quiser efeitos mais sofisticados, deverá fuçar os modos de cena especiais para fotos noturnas: noite estrelada, festa e outros que a sua câmera possa ter. Ou então, aventure-se no modo manual, se houver.

1 Problema principal da foto com flash: sombras duras e fundo morto. Isso se remedia usando o modo de noite estrelada, que deixa o obturador aberto por algum tempo antes do flash disparar. Apoie a câmera ou use tripé; peça para a pessoa que será retratada manter-se imóvel durante a captura. Nem sempre é possível providenciar ambas as coisas, mas quando dá, funciona.

2 Objetos sobreexpostos atrapalhando em primeiro plano não são óbvios antes da captura, só depois dela. Confira a foto recém-tirada e tire de novo se for o caso.

3 Por mais surpreendente que isso possa soar, o flash é muito útil durante o dia, naquelas fotos feitas sob sol forte, produzindo sombras marcadas nos rostos das pessoas. Também se usa em dias nublados. Fotografe o assunto com o flash ligado para preencher as sombras com luz.

4 Conheça o alcance do seu flash e evite fotos com luz estourada (tiradas de perto demais) ou escuras (tiradas de longe demais).

Mario Amaya está feliz com a estreia iminente da nossa revista de fotografia e até comprou uma câmera nova para testar os tutoriais.

*Matéria originalmente publicada na MAC+ 46.

Deixe um comentário

 

Publicidade